Skip to content

60 anos do golpe

A invasão do Forte de Copacabana, registrada por Evandro Teixeira na madrugada do dia 1º de abril, é um dos momentos-chave do golpe de 1964, que está completando 60 anos e instaurou por 21 anos a ditadura militar no Brasil.
+ SAIBA MAIS

A punição aos revoltosos

A Revolta dos Marinheiros, liderada pelo cabo Anselmo, que aparece na foto acenando, terminou com a punição dos praças, após o golpe. Mas não foi o caso de Anselmo, que virou agente duplo e trabalhou para a ditadura, delatando militantes de esquerda, que foram presos, torturados e mortos.
+ SAIBA MAIS

A anistia aos marinheiros

A Revolta dos Marinheiros levou a cúpula militar a enviar soldados do Exército para cercar a sede do Sindicato dos Metalúrgicos e prender os praças rebelados. Após intervenção do presidente João Goulart, eles foram anistiados e saíram em comemoração pelas ruas do Rio.
+ SAIBA MAIS

A Revolta dos Marinheiros

Entre os dias 25 e 27 de março de 1964, os marinheiros protestaram por melhores condições de trabalho na sede do Sindicato dos Metalúrgicos. Também defenderam as reformas de base de Jango, que anistiou os rebelados. O protesto e a atitude do presidente irritaram a cúpula militar. A revolta é considerada o estopim para o golpe.
+ SAIBA MAIS

O Comício da Central

A foto de Evandro Teixeira mostra o presidente João Goulart ao lado da primeira-dama, Maria Thereza, no Comício da Central, no dia 13 de março. Em seu discurso, Jango defendeu as reformas de base e irritou setores conservadores. No dia 31, os militares dariam o golpe que tiraria Jango do poder.
+ SAIBA MAIS

Tempo fechado

As chuvas fortes que costumam atingir o país nesta época do ano causam problemas recorrentes, como mostram as imagens feitas ao longo do tempo pelos fotógrafos do site Testemunha Ocular, como o registro de Márcia Foletto de pessoas tendo que se segurar nas grades para escapar da enchente na rua Jardim Botânico, no Rio.
+ SAIBA MAIS